Canal de Conteúdo da Optimize e Plataforma Sintonia.

Aqui você encontra diversos conteúdos e materiais gratuitos sobre gestão estratégica, transformação de processos de negócios, projetos e de como enganjar sua equipe para colocar sua empresa em sintonia e alcançar os resultados…

Nossas Redes Sociais

Nossas Redes Sociais:

Top
Conheça a história da gestão de processos de negócio – Blog Gestão em Sintonia
6176
post-template-default,single,single-post,postid-6176,single-format-standard,mkd-core-1.0,highrise-ver-1.1.1,mkd-smooth-scroll,mkd-smooth-page-transitions,mkd-ajax,mkd-grid-1300,mkd-blog-installed,mkd-header-standard,mkd-sticky-header-on-scroll-up,mkd-default-mobile-header,mkd-sticky-up-mobile-header,mkd-dropdown-slide-from-bottom,mkd-dark-header,mkd-full-width-wide-menu,mkd-header-standard-in-grid-shadow-disable,mkd-search-dropdown,mkd-side-menu-slide-from-right,wpb-js-composer js-comp-ver-5.2.1,vc_responsive

Blog

Conheça a história da gestão de processos de negócio

Os gestores de todas as épocas sempre tentaram aumentar a produtividade de suas equipes. Em qualquer época houve iniciativas para simplificar os processos e controlar a qualidade dos resultados.

Conhecer a história da gestão de processos possibilitará que você repense as necessidades atuais da empresa. Basicamente, os processos surgiram e se aprimoraram conforme a humanidade evoluía. Todas as empresas têm processos, a questão é se você os controla e usa a seu favor ou depende apenas da sorte.

Basicamente, podemos dividir a história dos processos de negócio em uma era pré-processos e em 3 ondas de revolução. Estas ondas acompanham toda a revolução tecnológica e foram impactadas diretamente com a era da informação. Veja o esquema:

Fase

Tempo

Foco

Negócios

Tecnologia

Ferramentas

Era industrial

De 1750 a 1960

  • Especialização do trabalho
  • Tarefas visando a produtividade
  • Redução de custos
  • Hierarquias funcionais
  • Comando e Controle
  • Linha de montagem
  • Mecanização
  • Estandardização
  • Manutenção de registros
  • Gestão cientifica
  • Ciclo de melhoria do PDCA
  • Modelagem Financeira

Primeira onda: melhoria de processos

De 1970 a 1980

  • Gestão da Qualidade
  • Fluxo contínuo
  • Eficiência das tarefas
  • Empresas multi-industriais
  • Organização de negócios
  • Fusões e aquisições
  • Automatização pelo computador
  • Sistemas de Gerenciamento de Informação
  • MRP
  • TQM
  • Controle estatístico de processos
  • Métodos de melhoria de processo

Segunda onda: Reengenharia de processos

De 1990 a 2000

  • Inovação de processo por “Melhores Práticas”
  • Melhor, mais rápido, mais barato
  • Negócios via internet
  • Organização plana
  • Processos de ponta a ponta
  • Propostas de valor – Velocidade para o mercado, Relacionamento com o cliente, excelência operacional
  • Arquitetura empresarial
  • ERP
  • CRM
  • Cadeia de mantimentos MGT
  • Custeio baseado em atividades
  • Seis Sigma
  • Comprar vs. construir
  • Redesign de Processo / Reengenharia de métodos

Terceira onda: Gestão de processos de negócio

A partir de 2000

  • Avaliação, Adaptabilidade e Agilidade
  • Negócios globais 24X7
  • Transformação contínua
  • Organização em rede
  • Super competição
  • Crescimento do mercado impulsionado
  • Eficácia do processo sobre eficiência de recursos
  • Eficiência organizacional sobre a eficiência operacional
  • Integração de aplicativos corporativos
  • Arquitetura orientada a serviços
  • Software de gerenciamento de desempenho
  • Sistemas BPM
  • Indicadores balanceados
  • Auto-atendimento e personalização
  • Outsourcing, Co-Sourcing, In-sourcing
  • Métodologia BPM

 

A Era Industrial

Tudo começou no Taylorismo que foi onde surgiram as primeiras ideias a favor da simplificação do trabalho a partir da busca sistemática da melhoria na forma de execução das atividades. Estas ideias de gestão de processos foram vistas pela primeira vez também no Fordismo, que da referência a produção em massa com a instituição da linha de montagem na produção de carros, no início do século passado nos EUA.

Primeira onda: melhoria de processos

Já no Japão, por volta de 1960, surge uma metodologia chamada Lean, que significa enxuto. Este conceito surgiu na Toyota e também é conhecido como sistema Toyota de produção. Ela baseia-se na visão holística do negócio, entendendo que não se pode ter a compreensão do todo somente com um olhar focado em partes.

É uma estratégia de negócio que visa a satisfação do cliente, entregando os produtos por ele desejados, na hora certa, com preço justo e para isso usando o mínimo de recursos. É também na primeira onda em que há a combinação de análise de processo e a tecnologia passa a direcionar os processos de negócio.

Proveniente de meados do século passado, mas com maior ênfase a partir dos anos 1970, a Gestão da qualidade total tinha como foco, criar consciência organizacional pela busca da padronização e posterior análise dos processos, buscando a melhoria continua.

Segunda onda: Reengenharia de processos

O conceito é o Seis Sigma, que surgiu por volta 1987, abriu a segunda onda de processos de negócio. É um método que foi desenvolvido pela Motorola e consiste em uma associação de análise de processo com técnicas estatísticas de controle da qualidade e um programa de recompensas organizacionais. É um conjunto de práticas que visa o aprimoramento contínuo de processos, produtos e serviços, tendo como foco central sempre o resultado para o cliente.

Sua grande meta é a redução da variação e defeitos nos processos. Seus princípios essenciais são: reduzir continuamente a variação em processos e eliminar defeitos em produtos e serviços. Tem como prioridade a obtenção de resultados de forma clara e planejada, sendo eles financeiros e de qualidade, refletindo assim na percepção do cliente.

Na sequência a metodologia do Business Process Improvement (BPI), desenvolvida na década de 1990. Ela tinha como abordagem a ideia de que os processos das organizações deveriam ser analisados em sua situação atual. A partir dessa análise é que se deveria então propor a situação desejada com as possíveis melhorias.

Ainda na década de 90 surgia a Reengenharia de processos de negócio. Ela tinha como ênfase a premissa de que todos processos das organizações deveriam ser olhados a partir do zero, sem considerar o fato de como eram feitos até então. Para alguns especialistas, isso era um grande risco, pois ignorava a análise da situação atual e seu aprendizado decorrente dela.

Terceira onda: Gestão de processos de negócio

Nos anos 2000, surgem os conceitos sobre BPM ou Gestão de processos de Negócio. Nesse momento a tecnologia da informação passou a fazer parte da visão de gestão de processos. Foram unidas as metodologias citadas anteriormente as seguintes atividades:

  • a representação dos processos por meio da modelagem;
  • a definição de regras de negócio com automação;
  • o monitoramento do desempenho dos processos executados com o auxílio de softwares específicos.

Até aqui percebe-se que a Gestão de Processos de Negócio é uma abordagem que reúne vários aspectos, uma série de metodologias e práticas. É a união e a evolução estruturada de conceitos já abordados.

A gestão de processos de negócio não é algo que surgiu do nada, que vem como um modismo passageiro. Pelo contrário, ele é toda essência da industrialização e produção, o cerne das empresas. Isso graças a uma abordagem que une vários conceitos de gestão e que envolve melhoria de processos, visão estratégica e tecnologia da informação.

A evolução da gestão de processos de negócios é contínua. Hoje surgem conceitos modernos e que irão evoluir ainda mais tais como Design Thinking, Jornada e Foco do Cliente, Gamificação, Gestão de indicadores e Meritocracias. Todos esses conceitos estão sendo incorporados à metodologia de trabalho da Gestão de Processos de Negócio.

Gostou do artigo? Então assine a newsletter e receba outras leituras como essa.

Pelo desejo intrínseco de empreender, de criar algo que fosse valorizado pelo mercado e que tornasse a gestão das organizações mais simples, mais assertiva e que as colocasse em um outro patamar, o da inovação e alta performance, é que pensamos a Optimize.  Venha e junte-se a nós!

 

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

Comentários

Comentários