Canal de Conteúdo da Optimize e Plataforma Sintonia.

Aqui você encontra diversos conteúdos e materiais gratuitos sobre gestão estratégica, transformação de processos de negócios, projetos e de como enganjar sua equipe para colocar sua empresa em sintonia e alcançar os resultados…

Nossas Redes Sociais

Nossas Redes Sociais:

Top
Planejamento estratégico para resultados de alta performance – Blog Gestão em Sintonia
6656
post-template-default,single,single-post,postid-6656,single-format-standard,mkd-core-1.0,highrise-ver-1.1.1,mkd-smooth-scroll,mkd-smooth-page-transitions,mkd-ajax,mkd-grid-1300,mkd-blog-installed,mkd-header-standard,mkd-sticky-header-on-scroll-up,mkd-default-mobile-header,mkd-sticky-up-mobile-header,mkd-dropdown-slide-from-bottom,mkd-dark-header,mkd-full-width-wide-menu,mkd-header-standard-in-grid-shadow-disable,mkd-search-dropdown,mkd-side-menu-slide-from-right,wpb-js-composer js-comp-ver-5.2.1,vc_responsive

Blog

Planejamento estratégico para resultados de alta performance

Para elaborar e colocar em prática um planejamento estratégico para resultados de alta performance é preciso conhecer algumas ferramentas e conceitos. Uma vez que se compreende de forma geral como funciona e como se aplica esse recurso, é preciso estudá-lo em mais detalhes. É o caminho para que sua implementação gere produtividade e alcance o desempenho desejado.

Essa performance vai depender da aplicação de alguns princípios básicos, porém essenciais, e também de abordagens baseadas em conceitos modernos de gestão e planejamento.

Continue lendo este artigo e descubra como executar um planejamento estratégico para resultados de alta performance.

Missão, Visão e Valores

Falar em planejamento estratégico para resultados de alta performance é lembrar sempre do mais básico e indispensável para o início de qualquer ação que tenha como lógica a estratégia. Isso se refere à necessidade de compreender e desenvolver os termos da Missão, Visão e Valores da organização. Sem tê-los como uma referência permanente, qualquer ação estratégica corre o risco de perder o rumo.

O que é Missão?

De forma objetiva, a Missão de uma empresa deve condensar qual o propósito e quais responsabilidades ela assume como negócio. Deve ser uma mensagem clara que explique a razão de sua existência e a quem ela serve e como ela serve.

Veja, por exemplo, qual é a Missão da Gerdau, uma das maiores indústrias siderúrgicas do Brasil, e da fabricante de chocolates Kopenhagen:

Gerdau: “Gerar valor para nossos clientes, acionistas, equipes e a sociedade, atuando na indústria do aço de forma sustentável.”

Kopenhagen: “Fabricar produtos de altíssima qualidade, preservando seu sabor com sofisticação e originalidade. Preocupada em proporcionar felicidade através de seus chocolates, estar sempre atenta às mudanças do mercado para inovar e ir ao encontro das preferências de seus consumidores, oferecendo as melhores lojas, o melhor atendimento e o melhor produto para consumir e presentear. Trabalhando com prazer e emoção, visamos atender com excelência o interesse do investidor, a motivação do colaborador e a satisfação do consumidor.”

O que é Visão?

Visão é o modo como a empresa olha para seu próprio futuro. É aquilo que ela aspira ser e para onde seus esforços e os de todos os colaboradores devem estar direcionados. Também deve ser condensada em poucas palavras. Novamente, veja os exemplos da Gerdau e da Kopenhagen:

Gerdau: “Ser global e referência nos negócios em que atua.”

Kopenhagen: “Ser um grupo competitivo que atue de forma abrangente no segmento alimentício, através de um portfólio de produtos com qualidade, representado por marcas fortes, com características e propostas únicas.”

O que são Valores?

São um conjunto de princípios dos quais a empresa nunca deve abrir mão. São as crenças e as posturas éticas que devem nortear as ações e a cultura organizacional. Veja os exemplo da Gerdau e da Kopenhagen:

Gerdau:
– Ter a preferência do cliente;
– Segurança das pessoas acima de tudo;
– Pessoas respeitadas, comprometidas e realizadas;
– Excelência com simplicidade;
– Foco em resultados;
– Integridade com todos os públicos;
– Sustentabilidade econômica, social e ambiental​

Kopenhagen:
– Lideranças Interativas;
– Trabalho em Equipe;
– Proatividade;
– Qualidade;
– Ética e Respeito.

Na definição de um planejamento estratégico para resultados de alta performance, todos esses elementos devem servir como orientadores das decisões e dos rumos. Da mesma forma, esses princípios devem ser de conhecimento de todos os colaboradores.

Planejamento estratégico para resultados de alta performance

Uma vez introduzidos os conceitos básicos que vão nortear as decisões estratégicas, podemos nos concentrar na aplicação das ferramentas e práticas para um bom planejamento. Veja a seguir.

>>> Baixe grátis o CANVAS e use no seu planejamento estratégico para resultados de alta performance. 

Análise das perspectivas

A partir da base formada pelo conjunto Missão, Visão e Valores, um planejamento estratégico para resultados de alta performance deve começar por uma análise das perspectivas do negócio.

Para isso, utiliza-se a técnica conhecida como BSC (Balanced Scorecard), que sugere quatro perspectivas que devem ser analisadas em um planejamento:

  • Perspectiva financeira;
  • Perspectiva dos clientes;
  • Perspectiva interna de processos;
  • Perspectiva de aprendizado e crescimento.

Pela metodologia BSC, o negócio deve ser observado com um todo. E as quatro perspectivas, tanto no que representam isoladamente quanto na relação de causa e efeito que têm entre si, são um excelente retrato multidimensional da organização.

Definição de objetivos

Ainda seguindo a metodologia BSC e com base na análise das perspectivas, é possível estabelecer objetivos a partir das conclusões obtidas. Alguns exemplos de objetivos são:

  • Aumentar o índice de satisfação do cliente;
  • Aumentar a produtividade por meio da otimização de processos;
  • Reduzir a taxa de turnover.

Cada um desses objetivos pode ser mensurado em números ou percentuais a serem perseguidos.

Criação de indicadores

No seu planejamento estratégico para resultados de alta performance, para perseguir os objetivos definidos, é preciso criar meios de medir a evolução do desempenho e dos resultados parciais alcançados. Para isso, é necessário criar indicadores que sirvam de referência. Eles são formas quantificáveis de avaliar o andamento e o sucesso de ações que estão sendo implementadas. Esses indicadores podem ser de:

  • Capacidade;
  • Produtividade;
  • Qualidade;
  • Estratégicos.

Definição de metas

Não basta saber quais objetivos alcançar, é preciso estabelecer um número para que ele se torne mensurável. As metas são um desdobramento dos objetivos e têm uma função tática. Elas devem estar alinhadas ao que foi planejado e terem um prazo para serem alcançadas.

No caso dos objetivos usados acima como exemplos, para cada um deles poderiam ser estabelecidas diversas metas. Desse modo, poderíamos colocar da seguinte maneira:

Objetivo: aumentar o índice de satisfação do cliente.
Meta: em até dois meses, reduzir de três dias para um dia o prazo de entrega dos produtos.

Objetivo: aumentar a produtividade por meio da otimização de processos.
Meta: reduzir as etapas do processo X, de quatro para duas, tornando-o mais eficiente no prazo de um mês.

A dica é sempre detalhar o máximo possível as metas e os passos para alcançá-las, assim como os meios de verificar se estão no caminho certo ou se as ações executadas precisam de algum ajuste.

Atribuição de responsabilidades

Para que o planejamento tenha efeito, não basta definir objetivos, metas e métricas. É preciso atribuir responsabilidades entre áreas, gestores e colaboradores. Cada um deve saber de forma clara quais são suas atribuições: o que, como, por que, quando e para quem deve realizar seu trabalho.

Isso depende de uma distribuição inteligente, que considere as competências de cada um. Demandar uma tarefa de alto nível de complexidade e organização para quem não tem as competências certas sempre vai gerar resultados insuficientes.

Outro ponto fundamental nesse momento é a comunicação. Ela deve ser sempre clara, de modo que todos tenham a máxima compreensão do que se espera em termos de entrega.

Plano de ação

É o plano que vai determinar, de forma detalhada, cada ação que deve ser executada. Existem diversas metodologias para a elaboração de planos de ação. Mas o mais importante é que ele responda de forma clara o que cada um deve fazer, como deve fazer e quando deve fazer.

>>> Baixe grátis essa planilha e utilize em seu planejamento estratégico para resultados de alta performance.

Todos esses fatores apresentados, quando executados com detalhamento e assertividade, compõem a base de sucesso de um planejamento estratégico para resultados de alta performance. Sua aplicação de forma inteligente e com parâmetros realistas podem conduzir a empresa para uma performance superior e para um crescimento sustentável.

Entre em contato com Optimize e descubra como alcançar resultados de alta performance.

Pelo desejo intrínseco de empreender, de criar algo que fosse valorizado pelo mercado e que tornasse a gestão das organizações mais simples, mais assertiva e que as colocasse em um outro patamar, o da inovação e alta performance, é que pensamos a Optimize.  Venha e junte-se a nós!

 

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

Comentários

Comentários